quarta-feira, 7 de julho de 2010

COMO COMER UM CÚ EM DEZ LIÇÕES


Cansei de publicar os contos então resolvi inovar e tentar dar uma aula sobre como “deglutir” um orifício internadegal.


Como comer um cú em 10 lições.



Trataremos aqui tanto do cu masculino quanto o do feminino, afinal, a única diferença entre os dois é aquela glândula que os proctologistas gostam tanto de massagear, chamada PRÓSTATA encontrada apenas no orificio masculino e além do mais não sou feito a conceitos ou preconceitos e, venhamos e convenhamos, um cuzinho é sempre um cuzinho, ainda mais se estiver novinho. Agora quem quiser saber como se come cu de animais (zoofilia),que vá tomar no cu.



LIÇÃO n° 01 - Você não quer fazer lambança ou ficar rodeado por merda, então vá à farmácia e compre:



a) 01 ou mais tubos de Fleet



b) 01 ou mais tubos de KY, lubrificante em gel à base de água.



LIÇÃO N° 02 - Introduza (não o tubo inteiro, apenas o bico) o Fleet no cu da mulher ou do gay, conforme instruções da embalagem as quais você deve pelo menos ler antes (não vai querer que eu faça tudo pra você. Correto?). O que irá acontecer dentro de alguns minutos? Será uma “limpeza” legal, geral e completa da parte interior do reto, bem ali onde você tanto deseja alojar seu pau. Garanto que você não deseja encontrar um grãozinho de feijão na glande ou na sua língua caso deseje dar uma chupadinha antes do ato maior. Quer? Então siga minhas orientações.



LIÇÃO N° 03 - Lubrifique externa e internamente o cu com KY. Você pode perfeitamente usar seus dedos carinhosamente, massageando com amor e muita devoção (ainda mais se for um cu virgem), ou introduzir o bico da embalagem de KY no cu (não no seu idiota, no da pessoa que tanto quer tomar no cu), faça isso cuidadosamente, e quanto tiver enfiado o bico inteiro, dê uma boa espremida na bisnaga que faça lançar o produto até lá no fundo que só Deus sabe onde é.



LIÇÃO N° 04 - Lubrifique seu pau com KY. Exagere na cabeça principalmente se ela for tipo “chapeleta” (casa-de-sapo, cogumelo, Bomba-Atômica), afinal é ela que será seu guia.
Além de fazer uma boa lubrificação, aconselho a deixar uma “bolota” de KY bem na pontinha da cabeça do seu pau.



LIÇÂO N° 05 - A posição mais cômoda para principiantes é a "de ladinho". Sabem como é né: Os dois deitados, com a “vitima” do lado direito e você por atrás dela. Não queira inventar muito logo nas primeiras vezes, deixe para depois as outras posições mais complicadas, tipo: frango assado, "trepada Banderas" ou quaisquer outros tipos de contorcionismos, viáveis ou não. E nada de botar a “vitima” de bruços, travesseiro embaixo da barriga, etc e coisa e tal. De bunda pra cima, você e sua pica só causarão mais desconforto e dor e avaca pode ir pro brejo mais cedo do que você imagina.



ATENÇÃO A PARTIR DE AGORA:


LIÇÃO N° 06 - Não tenha a mínima pressa, cuzinho é coisa pra saborear como se fosse uma “Cuisses de grenouilles” senão você além de correr o risco de não enrabar ninguém ainda acaba estragando sua reputação.
Peça gentilmente à sua companhia que colabore abrindo a bunda (não a sua, a dela!) com a mão esquerda. Não custa nada haver uma colaboraçãozinha, considerando que ela não estará fazendo porra nenhuma, a não ser levando cravadas no cu. Existem pessoas que, com a mão direita, ficam lendo revistas para “amebas” tipo assim: Casa Claudia, ou até Capricho, mas isso é questão de gosto, cada um leva no rabo como gosta. Só não convém permitir que leiam coisas violentas. Nada que possa ser associado à brutalidade sexual.



LIÇÃO N° 07 - Pincele levemente, por longo tempo o reguinho e o cu com a cabeça do seu pau. Renove o KY quantas vezes for necesário e volte a pincelar. Você estará excitando sua (seu) parceira(o) que logo pedirá em tom de súplica: "põe, amor" ou "põe, bem" ou "mete bronca" ou “anda logo porra isso é um pau ou um pincel” ou ainda "é pra hoje isso?”.
Se por um acaso desses que acontecem na vida de todo o comedor de bunda, você não ouvir nenhum pedido destes que anteriormente citei ou mesmo outros com termos mais recentes, você trate de tomar a iniciativa, senão pode ficar mal falado e já que tava pincelando muito tempo, ainda pode ficar conhecido como “O BROXA” em toda a sua visinhança, sem falar no local de trabalho e na família.



LIÇÃO N° 08 - Inicia-se o processo de introdução e alargamento anal. Aqui você não pode bobear e nem perder sua concentração. Vá forçando pra meter a cabeça (do pau) carinhosamente, devagar (você vai ouvir: "aiiii... devagar!"), mas continue com firmeza como se fosse um bandeirantes atravessando rios, matas onde nenhum outro dantes adentrou. Eu disse firme. Com decisão. Pra enganar sua "presa" peça que ela dobre e segure uma das perninas (figura abaixo - isso vai facilitar a introdução e o consequente arrombamento).



Tenha apenas uma coisa no seu pensamento e diante dos seus olhos: Você quer e vai conseguir comer esse cu. Tenha calma, mas trate de meter.
Vai arder, queimar, doer, você vai ouvir altos gemidos, poderá vir muitas reclamações e tentativas de escape, e você dirá uma bobagem qualquer ao pé do ouvido, soltando sua respiração profundamente, tipo assim: "só dói no comecinho, amorrrrr" ou "é só passar a cabecinha que passa", ou “vou tentar enfiar, mas se não der eu paro”, ou “ se doer muito você fala que eu tiro” ou o mais sensato pra ocasião "cala essa boca, porra, não foi você que quis me dar o cu, agora agüente?".
Além de gemer de dor, as mãos agarrarão o lençol com uma puta força. Meno male, já imaginou se fosse no teu saco espremendo seus ovos? Se estiver mesmo difícil e complicando muito pra entrar, peça a “vítima” que faça força para fora com o cu, como se fosse expelir algo (não tenha medo, pois foi usado o Fleet e não existe mais nada pra sair de dentro do cu a não ser sua pica). Este ato de tentar expulsar seu caralho facilitará enormemente a penetração.



LIÇÃO N° 09 - Nesse nhen-nhen-nhen e chove-não-molha de dói,, reclama, balança a bunda, se contorce, agarra lençol, etc, você NUNCA (JAMAIS) retrocederá. É VENCER ou VENCER!!! Fodam-se os protestos, os gemidos e até os gritos de dor, segure a “presa” firmemente para que ela não escape, senão você vai ficar de pau na mão. A cabeça TEM que passar, duela a que duela. Repito: não retroceda, continue sempre em frente, melhor dizendo: PRO FUNDO.
Entrou a cabeça? Pare imediatamente. Fique completa e totalmente imóvel, assim como uma cobra fica antes de dar o bote. É o momento de acariciar a “vítima”, dizer bobagens na orelha dela, dar mordidas nos ombros, de beijar o cangote e, principalmente, tentar fazê-la relaxar dizendo: "prontinho, meu amor, já entrou a cabecinha...não vai doer mais nada...".



LIÇÃO N° 10 – Qualquer um acredita numa mentira deslavada dessa, é igual a que seu vizinho lhe contou daquela vez que você teve que tomar 24 injeções na barriga “PODE ENTRAR QUE O CACHORRO NÃO MORDE” (hehehehe - não morde ele o dono). Mas se por um acaso acontecer de haver um pedido pra tirar "um pouco", NÃO TIRE! Depois de ter passado pelo que passou, essa vitima que se faz de inteligente, mas está com o cu queimando, provavelmente (com toda a certeza), NUNCA MAIS DEIXARÁ você colocar nem um dedo no cu dela. Ta arriscado vir a chantagem emocional: "aí amor, a gente tenta outro dia".
Aí é que fodeu, ou melhor, não fodeu.
Inicie logo, mas lenta e carinhosamente os movimentos de vai-e-vem, aquele entra-e-sai. Ela(e) vai gostar, especialmente quando você estiver "lá no fundinho" cutucando com a cabeça no âmago do reto dela(e).
Alguns(mas) pedem para ficar um tempo no "fundinho", comentam: "que legal, não tá mais doendo!!!"; ao que você responderá "te falei, amor, já ta acostumadinho foi feito pra minha pica", ou qualquer outra merda que lhe garanta TODAS AS TREPADAS FUTURAS nesse cu que você começou a conhecer, que tenta viciar na sua pica e quer arrombar de qualquer jeito arrancando todas as preguinhas nele existntes.
Durante os movimentos de vai-e-vem, quem determina a velocidade é você, monitorando-se pelos gemidos dela(e) e pelo barulhinho de desentupidor de pias (aquele sholrq-sholrq). Muitas “presas” gozam nesse “lulismo” do entra e sai e eu nunca sei de nada. O que é ótimo, pois assim passará a dedicar-se completamente a SUA ejaculação te implorando com voz rouca: GOZA AMOR, GOZAAA... Enquanto sacode a bundinha pros lados e a joga pra trás de encontro a sua pica (a não ser que seja um(a) filho(a) da puta e fique que nem uma pedra de gelo.
No fundo, a “vitima” quer mesmo e seu único desejo é livrar-se da trolha que está arrolhando o rabo dela.




Mas você só vai tirar nada, antes de gozar e encher aquele cuzinho com sua porra quente, grossa e abundante. Esse é o único momento que não tem acordo.





PS: Quem acabou de ler e não gosta muito de comer um cuzinho, mas adora ter uma rolha grande, dura e grossa no rabo, pode muito bem aproveitar as dicas acima com toda a sua passividade.



3 comentários:

  1. Simplismente eu adorei as dicas do blog... Muito criativa as dicas... Mais na prática num é assim né amigo... na prática o nosso parceiro ja quer logo ir colocando o pau dele no nosso cu no seco mesmo... Mais valeu as dicas... Vou indicar seu blog pros carinhas aprenderem como se faz... parabéns

    ResponderExcluir
  2. é horrivel levar ainda mais de uma pessoa mandona e debochada tipo meu vizinho qui tem 40 anos ele é uma bola velha e eu um gostozinho ele me machuca e me bate mt na hora e eu grito chingando ele

    ResponderExcluir
  3. Muito bom!! Além de ser instrutivo e excitante, a sua forma de escrever e descrever é muito engraçada! Parabéns!!

    ResponderExcluir